Métodos de especificação de EPIs para proteção contra arcos elétricos.

Um arco elétrico em um sistema de potência libera grande quantidade de energia calorífica num curto intervalo de tempo, gerando diversos riscos para as pessoas próximas ao local da ocorrência, como cegueira, surdez, queimaduras muito severas e até mesmo óbito, bem como incêndio. Este artigo trata da proteção de trabalhadores de eletricidade, abordando duas normas estrangeiras sobre o assunto. O foco é a especificação de vestimentas e EPIs para proteção contra arcos elétricos.

As normas nacionais apenas sugerem o uso de roupas de proteção e outros EPIs, mas não os especificam, levando muitas vezes à utilização de vestimentas inadequadas. Já as normas dos EUA IEEE 1584:2002 – Guide for Performing Arc-Flash Hazard Calculations e NFPA 70E:2004 – Standard for Electrical Safety in the Workplace baseiam-se no cálculo da energia incidente em um trabalhador e na especificação da vestimenta adequada a partir do valor do ATPV Arc Thermal Performance Value, o qual corresponde ao máximo valor de energia incidente suportado pelo tecido sem exceder o limiar de queimadura, que é a de segundo grau.

Este artigo apresenta dois exemplos práticos de aplicação dessas normas.

Para ler o artigo direto no site de origem, clique no link abaixo.

http://www.arandanet.com.br/revista/em/materia/2017/11/16/metodos_de_espec.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s